Notícias

Notícias

Notícias

6-10-2017 Um Novo Recorde

Um Novo Recorde: A mais alta pontuação para este tipo de vinho. NASCIDA NOS SOLOS GRANÍTICOS DO ALTO DOURO pela vontade de produzir espumantes que expressassem o terroir único da região, a marca Vértice posiciona-se no topo, muito pela aliança entre a tradição clássica dos espumantes naturais e a mais antiga...
Um Novo Recorde: A mais alta pontuação para este tipo de vinho.

NASCIDA NOS SOLOS GRANÍTICOS DO ALTO DOURO pela vontade de produzir espumantes que expressassem o terroir único da região, a marca Vértice posiciona-se no topo, muito pela aliança entre a tradição clássica dos espumantes naturais e a mais antiga região vitivinícola a nível mundial, que lhe confere consistência na qualidade. Desta vez, pelo segundo ano consecutivo, Mark Squires, crítico norte-americano e provador oficial da publicação eRobert Parker/Wine Advocate, destaca os espumantes Vértice. Agora as atenções viram-se para a segunda edição do Vértice Pinot Noir 2007 — a primeira colheita de 2006 foi apresentada em 2014 —, que conquistou 94 pontos, a mais alta pontuação de sempre entre espumantes portugueses. Mark Squires define o vinho como “elegante e complexo”, classificando a bebida como um espumante “delicioso e muito sério”.

Correio da Manhã, 06-10-2017

+ INFO

4-1-2017 64 Bons vinhos para beber em 2017

Em dias de boas-vindas ao ano novo, é tempo de avaliar a garrafeira sob a orientação do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva, numa seleção dividida em várias categorias: grandes tintos, grandes brancos, espumantes, generosos e escolhas boas e acessíveis. Leia maisPor Manuel Gonçalves da...
Em dias de boas-vindas ao ano novo, é tempo de avaliar a garrafeira sob a orientação do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva, numa seleção dividida em várias categorias: grandes tintos, grandes brancos, espumantes, generosos e escolhas boas e acessíveis.

Leia mais

Por Manuel Gonçalves da Silva, Visão Se7e, 04-01-2017

+ INFO

30-12-2016 2011 Vértice Grande Reserva Tinto – 91 Pontos, Robert Parker: Wine Advocate

O Grande Reserva 2011 (Vértice) foi envelhecido por 48 Meses em carvalho francês. É uma mistura de 55% Touriga Franca, 35% Tinta Roriz e 10% Tinta Barroca. Um dos melhores Grande Reservas que eu vi até agora aqui, é elegante e gracioso em geral, mas termina com frutas levantadas e abundância de poder, às vezes dando-lhe uma sensação...
O Grande Reserva 2011 (Vértice) foi envelhecido por 48 Meses em carvalho francês. É uma mistura de 55% Touriga Franca, 35% Tinta Roriz e 10% Tinta Barroca. Um dos melhores Grande Reservas que eu vi até agora aqui, é elegante e gracioso em geral, mas termina com frutas levantadas e abundância de poder, às vezes dando-lhe uma sensação old-school. Ainda não evoluindo e precisando de um pouco de tempo na garrafeira, o que confere um potencial fantástico se você lhe der um pouco mais de tempo.

Por Mark Squires, The Wine Advocate #228, 30-12-2016

+ INFO

20-12-2016 As Provas Especiais – Revista De Vinhos

O Encontro Com o Vinho e Sabores (ECVS) representa para os enófilos e curiosos uma oportunidade única para conhecer mais de perto o mundo da vitivinicultura. Leia maisPor António Falcão – Revista De Vinhos, Dezembro 2016
O Encontro Com o Vinho e Sabores (ECVS) representa para os enófilos e curiosos uma oportunidade única para conhecer mais de perto o mundo da vitivinicultura.

Leia mais

Por António Falcão – Revista De Vinhos, Dezembro 2016

+ INFO

2-12-2016 Espumante para o Ano Novo: Abra uma garrafa nova nesta época festiva

Ignorar o champanhe este ano e experimentar estes estilos alternativos de vinho espumante, provenientes de regiões estabelecidas e emergentes em todo o mundo.Leia maisPor Chantal Martineau – Departures.com,  1-12-2016
Ignorar o champanhe este ano e experimentar estes estilos alternativos de vinho espumante, provenientes de regiões estabelecidas e emergentes em todo o mundo.

Leia mais


Por Chantal Martineau – Departures.com,  1-12-2016

+ INFO

1-12-2016 Wine Enthusiast Editor’s Choice – Caves Transmontanas Vertice Cuvee NV - 90 Pontos

Numa combinação de dois anos e oito castas, este vinho vem do planalto mais frio acima da margem norte do Douro. Com a sua acidez nítida e um toque torrado do envelhecimento em barricas, este espumante é um vinho bem equilibrado. Beba este vinho agora.   Por R.V. – Wine Enthusiast, 01-12-2016

Numa combinação de dois anos e oito castas, este vinho vem do planalto mais frio acima da margem norte do Douro. Com a sua acidez nítida e um toque torrado do envelhecimento em barricas, este espumante é um vinho bem equilibrado. Beba este vinho agora.

 

Por R.V. – Wine Enthusiast, 01-12-2016

+ INFO

9-9-2016 VISÃO – Vertice: O Auge da Elegancia

Breve historia de um espumante portugues criado nos anos 80 e ja consagrado a nivel nacional e internacional.

Breve historia de um espumante portugues criado nos anos 80 e ja consagrado a nivel nacional e internacional.

+ INFO

1-9-2016 Vertice Cuvee em Companhia do irmaos mais velhos

O ja famoso espumante Vertice Cuvee tem uma novidade de monta na mais recente edicao. Aos inves das anteriores edicoes, esta nao exibe ano de colheita. Alguma falha? Nada disso. Foi estrategico e, ousamos dize-lo, muito bem feito. Ora veja porque… Revista dos Vinhos – Vertice Cuvee em Companhia do irmaos mais velhos | Por Antonio Falcao

O ja famoso espumante Vertice Cuvee tem uma novidade de monta na mais recente edicao. Aos inves das anteriores edicoes, esta nao exibe ano de colheita. Alguma falha? Nada disso. Foi estrategico e, ousamos dize-lo, muito bem feito. Ora veja porque…

Revista dos Vinhos – Vertice Cuvee em Companhia do irmaos mais velhos | Por Antonio Falcao

+ INFO

1-9-2016 Mark Squires visita o Douro e classifica os nossos vinhos espumantes.

Numa rápida visita à Região do Douro, Mark Squires, da publicação Robert Parker - Wine Advocate, efectua uma degustação vertical de diferentes vintages de alguns dos nossos espumantes. 

Numa rápida visita à Região do Douro, Mark Squires, da publicação Robert Parker - Wine Advocate, efectua uma degustação vertical de diferentes vintages de alguns dos nossos espumantes. 

+ INFO

15-8-2016 Quebrando o Molde

Wine Spectator - Edição de Agosto 2016 – Quebrando o Molde | Por Kim Marcus Os vinhos brancos de Portugal sobem de qualidade fruto do trabalho dos viticultores na exploração de vinhas mais velhas no Douro e além. O Douro contém uma mistura surpreendente de terroirs onde as uvas nativas adaptadas ao calor escaldante do verão produzem...

Wine Spectator - Edição de Agosto 2016 – Quebrando o Molde | Por Kim Marcus

Os vinhos brancos de Portugal sobem de qualidade fruto do trabalho dos viticultores na exploração de vinhas mais velhas no Douro e além.

O Douro contém uma mistura surpreendente de terroirs onde as uvas nativas adaptadas ao calor escaldante do verão produzem vinhos de mesa tintos de classe mundial. E quando se trata de fazer Portos, o seu intenso saboroso está concentrado nas profundezas do Douro onde quanto mais quente melhor.

Artigo completo em:  winespectator.com

+ INFO

10-8-2016 VISÃO Se7e – 5 Espumantes com sabor a verão

Vértice Cuvée non vintage: Incorpora vinhos das colheitas de 2009, 2010 e 2011, à maneira dos grandes clássicos de Champagne. Daí resulta a grande complexidade de aromas e de sabores que apresenta, revelando-se muito sedutor. Tem acidez vibrante e um equilíbrio perfeito. Ideal para aperitivo, mas também acompanha com elegância pratos de...
Vértice Cuvée non vintage: Incorpora vinhos das colheitas de 2009, 2010 e 2011, à maneira dos grandes clássicos de Champagne. Daí resulta a grande complexidade de aromas e de sabores que apresenta, revelando-se muito sedutor. Tem acidez vibrante e um equilíbrio perfeito. Ideal para aperitivo, mas também acompanha com elegância pratos de peixe ou de aves.

Artigo complete em:  visaose7e
 
VISÃO Se7e 5 Espumantes com sabor a verão | Por Manuel Gonçalves da Silva 

+ INFO

8-8-2016 Mutante – Cabem os melhores anos numa só garrafa?

O enólogo Celso Pereira confirma. Por essa razão, formou uma trilogia e desenhou um espumante cuja produção acentua nos métodos clássicos de Champagne. O nome é Vértice Cuvée non vintage, um espumante das Caves Transmontanas e produzido no Douro que reúne as colheitas de 2009, 2010 e 2011, considerados os melhores anos para...
O enólogo Celso Pereira confirma. Por essa razão, formou uma trilogia e desenhou um espumante cuja produção acentua nos métodos clássicos de Champagne. O nome é Vértice Cuvée non vintage, um espumante das Caves Transmontanas e produzido no Douro que reúne as colheitas de 2009, 2010 e 2011, considerados os melhores anos para Celso Pereira, o enólogo, que levou as três colheitas a estagiar em cubas de inox e em barricas de carvalho francês usadas. Depois fê-las passar por um estágio em garrafa que foi para além dos três anos, o qual terminou com o dégorgement (consiste em retirar a cápsula e o depósito – que está em contacto com o gargalo, pois as garrafas são colocadas de “cabeça” para baixo – em simultâneo e de uma só vez) em finais de 2015. Assim nasceu um espumante que se quis versátil, pois tanto pode servir de aperitivo num repasto comemorativo ou numa ocasião especial, como é recomendado para acompanhar pratos de peixe ou de aves, e na temperatura certa, ou seja, entre os 7º e os 9° C. Relembramos que o Vértice nasceu, em 1989, nas encostas mais culminantes localizadas a mais de 550 metros de altitude do Cima Corgo, uma das sub-regiões da mais antiga região vinícola demarcada do mundo, e sob a génese do método tradicional dos espumantes franceses – o chamado méthode champenoise. Brindemos!

Artigo complete em: mutante.pt

+ INFO

25-4-2016 6 Espumantes modernos para servir no seu casamento | Por Hillary Eaton

Espumante Português: Vertice Vinhos espumantes portugueses estão super na moda agora e vai ser a escolha perfeita para servir para impressionar tanto o seu amigo mais esotérico e mas tambem o bebedor ocasional. Vertice da região do Douro de Portugal é um grande exemplo de alguns de vinhos espumantes de primeira linha em Portugal. Colhidos a partir de uvas...
Espumante Português: Vertice
Vinhos espumantes portugueses estão super na moda agora e vai ser a escolha perfeita para servir para impressionar tanto o seu amigo mais esotérico e mas tambem o bebedor ocasional. Vertice da região do Douro de Portugal é um grande exemplo de alguns de vinhos espumantes de primeira linha em Portugal. Colhidos a partir de uvas cultivadas em terraços de elevada altitude ao longo do rio Douro, Vertice é então produzido atraves do método Champagnoise clássico e envelhecido em garrafa. Vá tradicional com o seu champanhe feito de chardonnay e as uvas Pinot Noir, ou mais inventivo, com uma das suas garrafas feitas a partir de castas portuguesas para algo novo e fresco...

Brides Magazine – Esqueça o Champagne! 6 Espumantes modernos para servir no seu casamento | Por Hillary Eaton

+ INFO

1-4-2016 Os Melhores Tintos Portugueses do Ano

Jack Davies da Schramsberg de Napa Valley veio para o Douro em 1988 para produzir vinhos espumantes na elevada altitude da região. Celso Pereira começou a produção de vinhos tintos em altitudes mais baixas no início da década de 1990. Pereira continua a supervisionar a produção, o projeto agora é propriedade das famílias...

Jack Davies da Schramsberg de Napa Valley veio para o Douro em 1988 para produzir vinhos espumantes na elevada altitude da região. Celso Pereira começou a produção de vinhos tintos em altitudes mais baixas no início da década de 1990. Pereira continua a supervisionar a produção, o projeto agora é propriedade das famílias Gonçalves e Mello. O vintage de 2010 tem acentos de cereja com aromas florais, notas de anis e leves taninos. Fresco, frutado e delicioso, pronto para decantar e acompanhar um pato assado.

Wine and Spirits Magazine – Os Melhores Tintos Portugueses do Ano | Por Wine and Spirits Staff

Vertice 93 pontos

+ INFO

24-10-2015 Vértice, um caso de sucesso

Ao contrário do ânimo português, que experimenta um apetite tradicionalmente voraz por tudo o que seja ou soe a estrangeiro, exibimos no estranho mundo do vinho nacional uma postura frequentemente chauvinista de quem, sem qualquer hesitação, sabe que nenhum outro vinho do mundo consegue chegar sequer próximo aos calcanhares da maioria dos vinhos...
Ao contrário do ânimo português, que experimenta um apetite tradicionalmente voraz por tudo o que seja ou soe a estrangeiro, exibimos no estranho mundo do vinho nacional uma postura frequentemente chauvinista de quem, sem qualquer hesitação, sabe que nenhum outro vinho do mundo consegue chegar sequer próximo aos calcanhares da maioria dos vinhos portugueses. Em nenhum outro sector da economia se observa um fenómeno tão nacionalista como no universo do vinho e do sector primário. (...) Um dos nomes mais sonantes e que melhor retrata esta agradável realidade são os espumantes Vértice, nascidos no coração do Douro, um dos locais mais improváveis para a afirmação dos espumantes nacionais. (...) Alijó é uma área de altitude elevada, onde a frescura impera e onde Celso Pereira, o condutor do projecto Vértice, foi descobrir as vinhas perfeitas para o projecto que o ocupa há mais de duas décadas. Vértice e Celso Pereira são dois nomes que hoje quase se confundem, tal a dedicação de Celso Pereira à causa do Vértice e dos vinhos espumantes, sempre bem assessorado por Pedro Guedes, o parceiro natural nesta empreitada pelos vinhos espumantes que saem de Alijó...

Por Rui Falcão - In Fugas | Público, 24-10-2015

Ler mais...

+ INFO

28-2-2015 Revista de Vinhos - Os melhores do ano 2014

Prémio Excelência Revista de Vinhos 2014 Vértice Douro Pinot Noir Rosé 2006 Caves Transmontanas Douro Espumante Gouveio branco 2007 Caves Transmontanas Reg. Duriense Espumante Chardonnay branco 2009 Caves Transmontanas In Revista de Vinhos, Fev. 2015, n.º 303
Prémio Excelência Revista de Vinhos 2014


  • Vértice Douro Pinot Noir Rosé 2006 Caves Transmontanas
  • Douro Espumante Gouveio branco 2007 Caves Transmontanas
  • Reg. Duriense Espumante Chardonnay branco 2009 Caves Transmontanas


In Revista de Vinhos, Fev. 2015, n.º 303



+ INFO

2-8-2014 No verão, sobre brasas

O bom português não dispensa o churrasco (...) quer o dito churrasco seja de peixe (época de ouro das sardinhas) ou de carne (do entrecosto às febras), o vinho é normalmente companheiro de petisqueira. Se prefere o branco, pode, com vantagem, servi-lo ao longo de toda a refeição. Sugestões da Semana: Espumante Vértice Reserva...
O bom português não dispensa o churrasco (...) quer o dito churrasco seja de peixe (época de ouro das sardinhas) ou de carne (do entrecosto às febras), o vinho é normalmente companheiro de petisqueira.
Se prefere o branco, pode, com vantagem, servi-lo ao longo de toda a refeição.

Sugestões da Semana:

Espumante Vértice Reserva Cuvée Branco 2009

 

Por João Paulo Martins -In Expresso 02-08-2014

Ler mais...

+ INFO

16-6-2012 Os espumantes de Celso Pereira

O enólogo Celso Pereira tem desenvolvido um trabalho notável à frente das Caves Transmontanas, sediadas em Alijó. A bondade da sua trajetória profissional é atestada pela persistência de qualidade, colheita após colheita, dos espumantes com a chancela de Vértice elaborados desde a fundação da empresa em 1988, já...
O enólogo Celso Pereira tem desenvolvido um trabalho notável à frente das Caves Transmontanas, sediadas em Alijó. A bondade da sua trajetória profissional é atestada pela persistência de qualidade, colheita após colheita, dos espumantes com a chancela de Vértice elaborados desde a fundação da empresa em 1988, já lá vai quase um quarto de século. Os espumantes Vértice ocupam na atualidade o podium olímpico dos melhores espumantes portugueses...

Por José A. Salvador - In Revista Visão, 16-06-2012


Ler mais...

+ INFO

29-2-2012 Prémio Excelência 2011

Os espumantes Vértice apostam nas castas portuguesas do Douro, na altitude das vinhas em torno de Alijó e numa produção cuidada, que começa logo na vinha, continua no riogr das caves, na vinificação, estágio e preparação final. A experiência de Celso Pereira assegura um alto nível qualitativo ao longo dos anos. O...
Os espumantes Vértice apostam nas castas portuguesas do Douro, na altitude das vinhas em torno de Alijó e numa produção cuidada, que começa logo na vinha, continua no riogr das caves, na vinificação, estágio e preparação final. A experiência de Celso Pereira assegura um alto nível qualitativo ao longo dos anos. O Millésime de 2007 vem na senda de outros grandes espumantes da casa, sempre pautado pelo equilíbrio e contenção.

Por LA - InRevista de Vinhos, Fev. 2012, n.º 267

Millésime de 2007 tem sabor intenso mas muito elegante, com fruto vermelho, alguma maçã, geleia e biscoito, e uma boca com bolha muito fina, acidez penetrante com estrutura firme e muito séria, num tom geral seco e nervoso, com final muito longo e especiado. (12%)

+ INFO

6-11-2010 Vértice 2005 entre os melhores

Prova conjunta de espumantes de Portugal e EspanhaO Vértice Millésime 2005, um espumante de bom corpo, complexidade aromática e pleno de frescura, esteve em destaque numa prova cruzada para vinhos com borbulhas de Espanha e do Norte de Portugal, que se realizou na semana passada na Galiza. Ao contrário do que a data pode indicar, não é ainda um vinho...
Prova conjunta de espumantes de Portugal e Espanha

O Vértice Millésime 2005, um espumante de bom corpo, complexidade aromática e pleno de frescura, esteve em destaque numa prova cruzada para vinhos com borbulhas de Espanha e do Norte de Portugal, que se realizou na semana passada na Galiza. Ao contrário do que a data pode indicar, não é ainda um vinho envelhecido, uma vez que a separação das borras - o chamado degorgement - só foi feita há cerca de um ano, e é a partir daí que verdadeiramente começa o processo de envelhecimento. Muito fresco, estruturado na boca e a prometer longevidade, evidencia também a complexidade aromática que resulta do estágio prolongado em contacto com as leveduras.

Por José Augusto Moreira - InFugas, 06-11-2010

Ler mais...

+ INFO